Blog

Malha fina: saiba o que é e como não cair nela!

Quer saber como evitá-la? Leia esse artigo

Malha fina: saiba o que é e como não cair nela!

A malha fina sem dúvidas pode causar alguns desconfortos para os contribuintes do Imposto de Renda junto à da Receita Federal, mas não se preocupe, se você resolver as pendências necessárias de maneira correta, tudo dará certo no final.

Se você ainda não sabe o que é malha fina ou quer aprender como evitar cair nela, continue acompanhando este artigo, no qual explicaremos tudo que você precisa saber!

Confira os tópicos a seguir:

  • Malha fina: o que é?
  • O que pode causar?
  • Acontece o que se eu cair na malha fina?
  • O que fazer caso eu tenha caído na malha fiscal?
  • Quem cai na malha fiscal precisa pagar multa?
  • Como evitar cair na malha fina?

Malha fina: o que é?

A malha fina nada mais é do que a identificação por parte da Receita Federal, de inconsistências ou pendências na sua declaração de Imposto de Renda.

Todos os anos, as pessoas físicas e jurídicas que possuem rendimentos precisam declarar o Imposto de Renda junto à Receita Federal.

Contudo, em algumas situações, seja por descuido ou por simplesmente não saberem, algumas pessoas acabam declarando o imposto com incoerências, e por isso ficam sujeitas ao processo de malha fina da Receita Federal, que solicita revisões dessas inconsistências de informações.

O que pode causar?

Malha fina: saiba o que é e como não cair nela!

Existem algumas situações que levam à Receita Federal a iniciar o processo de verificação de inconsistências na declaração de Imposto de Renda de algumas pessoas.

Essas situações são:

  • Preenchimento incorreto das informações no sistema
  • Omissão de dados financeiros
  • Omissão de compra e venda de bens
  • Divergência de informações entre o contribuinte e as fontes de informação
  • Quando um inquilino não declara o aluguel em seu imposto de renda e o proprietário faz a declaração, entre outros.

O que acontece se eu cair na malha fina?

Se você cair na malha fina, ou malha fiscal, como também é conhecida, algumas coisas que podem acontecer é você não poder receber a restituição do Imposto de Renda daquele ano ou recebê-la com atrasos.

Além disso, esse problema pode levar o contribuinte a ter o seu CPF bloqueado, impedindo-o de fazer diversas ações, como por exemplo, solicitar um empréstimo ou um financiamento.

Contudo, essas situações só acontecem se você não conseguir corrigir as incongruências presentes na sua declaração de Imposto de Renda.

O que fazer caso eu tenha caído na malha fina?

Existem dois cenários caso você tenha caído na malha fina, mas antes de tudo, você pode verificar o site da Receita Federal que contém todas as informações sobre o seu Imposto de Renda para acompanhar se há incongruências na sua declaração. Esse site é o Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Mas de qualquer modo, se houver inconsistências no seu IR, o Fisco entrará em contato com você.

Assim, os dois cenários para sair da malha fiscal são:

Declaração retificadora

Essa opção é utilizada quando de fato há alguma inconsistência na sua declaração (como erros de digitação, por exemplo).

Nesse caso, o contribuinte poderá fazer uma declaração retificadora, informando os dados corretos através do programa gerador da declaração. Esse programa é o mesmo por onde você enviou a sua declaração do Imposto de Renda.

Intimação

Neste segundo cenário, caso sua declaração esteja correta e você tenha como comprovar a veracidade das informações, então, você deve aguardar a intimação da Receita e explicar através dos documentos comprobatórios que sua declaração está correta.

Essa intimação acontece através do Termo de Intimação ou da Notificação de Lançamento da Secretaria Especial da Receita Federal.

Se você não quiser aguardar a intimação ou achar melhor resolver a situação o quanto antes, você poderá agendar um atendimento para entregar a documentação através do campo “Meu Imposto de Renda”, que está presente no extrato da sua declaração.

O que fazer caso eu tenha caído na malha fina?

Há alguns casos nos quais uma pessoa caia na malha fina, dependendo da situação, precisará pagar uma multa para a Receita Federal.

Se a Receita decidir que você está errado mesmo tendo apresentado os documentos que comprovem suas atividades, é possível que você pague uma multa de 75% do valor total e de juros e o pagamento do imposto devido para o órgão.

Como evitar cair na malha fina?

Bom, com todas as informações acima, fica mais fácil saber o que você deve fazer para evitar a malha fina, por isso lembre-se de:

  • Conferir todas as informações financeiras antes de enviar sua declaração
  • Verificar se não há erros de digitação, bem como erros nos seus dados cadastrais
  • Preencher as informações com calma e além disso, com tranquilidade para evitar as inconsistências.

Você ainda pode contar com profissionais da área de contabilidade para tornar esse processo ainda mais seguro e eficiente, tanto na sua declaração de Imposto de Renda, quanto se você por acaso cair na malha fina.

Gostou desse conteúdo? Então continue acompanhando nosso blog e entre em contato com a gente para saber como podemos te ajudar!

Calcule a sua restituição em apenas 60 segundos

Ferramenta Imposto de Renda

A C-Controll possui uma ferramenta capaz de calcular o seu IRPF em apenas 60 segundos! E o melhor de tudo, ela é 100% gratuita. 

Contratar os serviços de uma empresa com qualificação e experiência sobre o assunto, é imprescindível! Sua declaração deve ser administrada por profissionais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um Comentário: